O serviço público é um ambiente que apresenta uma complexa diversidade cultural entre os servidores. Consequentemente, gerenciar pessoas e otimizar processos se torna uma atividade desafiadora. Por isso, o treinamento no setor público é tido como uma ferramenta essencial para quem busca alinhar objetivos e garantir um desempenho satisfatório.

Ainda assim, algumas dúvidas costumam surgir. Afinal, qual é a importância do treinamento para os servidores e as equipes? Por que apenas adotar soluções tecnológicas não é suficiente? Como executá-los com eficiência? O que levar em consideração na hora de planejá-los?

Criamos este artigo para esclarecer essas questões e ajudar você a colher bons frutos em suas equipes. Boa leitura!

A importância do treinamento no setor público

A transformação digital abriu os olhos do setor público para as possibilidades que a tecnologia oferece. Com soluções inovadoras, é possível otimizar processos, reduzir custos, melhorar a relação com a população e alcançar uma série de outros benefícios. Entretanto, é importante não se iludir em relação a isso.

Por mais que a tecnologia seja uma ferramenta poderosíssima e fundamental em nossos dias, ela não resolve as demandas do setor público por si só. O treinamento tem um papel crucial nesse processo. Afinal, ele é o mecanismo que coloca em prática a estratégia de capacitação profissional e desenvolvimento pessoal dos servidores.

Observar alguns fatores pode ajudar a elucidar essa questão. Para começar, é preciso ter em mente que todo ciclo de trabalho pode (e deve) ser desmembrado em processos. Eles são mapeados para que a execução se torne clara, assim como as relações entre eles nas equipes.

O treinamento é o momento de dar aos servidores conhecimento pleno sobre esses processos, para que eles possam executar suas funções com mais eficiência, agir para melhorar pontos deficientes e compreender exatamente o impacto do seu trabalho. A identificação de gargalos e oportunidades, assim como o desenvolvimento de soluções eficazes para os problemas, são questões que também devem ser trabalhadas. É um tipo de conhecimento que aprimora as capacidades individuais dos servidores, permitindo que eles colaborem com a otimização dos processos. O resultado é um processo de melhoria contínua no órgão em questão.

A tecnologia pode, então, ser implementada com mais eficiência. Entretanto, é importante ter em mente que esse tipo de treinamento deve ser complementado com outros, focados no uso das novas soluções adotadas. Nada substitui uma formação específica nas ferramentas que o setor decide adotar.

Os principais desafios e como superá-los

Fazer treinamento no setor público exige, em primeiro lugar, que você conheça exatamente o ambiente em questão. A diversidade cultural, como destacamos anteriormente, tem papel importante entre os servidores. É comum, por exemplo, lidar com pessoas de idades muito diferentes e, consequentemente, visões de mundo distintas.

Isso gera impactos na forma de se trabalhar. Servidores há mais tempo no cargo, por exemplo, tendem a resistir a certas mudanças — como a implantação de novas tecnologias. Por isso, treinamentos para uso de uma nova plataforma digital devem ter já no seu início uma abordagem sobre os objetivos e a importância da mudança de sistema.

Nesse ponto, é interessante contar com a colaboração dos desenvolvedores do software. Além da capacitação para usar a ferramenta, é preciso que os servidores entendam o que muda na dinâmica do dia a dia, tanto dentro das equipes como entre elas — o treinamento é muito importante para a integração das áreas.

Um grande desafio é gerenciar expectativas e frustrações entre os servidores. Em geral, a mudança de processos faz com que novas atribuições de atividades sejam feitas ou que as antigas sejam remanejadas. O papel do treinamento, nesse sentido, está em aprofundar a motivação das pessoas durante essas mudanças.

Analisando os problemas do setor de forma holística, é possível identificar os pontos a serem abordados no treinamento e iniciar esse processo pela conscientização dos servidores. Toda mudança deve partir de uma justificativa — seja busca por melhoria, otimização, facilitação dos processos etc.

A transformação digital nos mostra que a tendência, tanto no setor público quanto no privado, é que haja uma integração de softwares. As plataformas de diferentes equipes passam a se comunicar e vão sendo aprimoradas até que haja um único sistema (ou bem poucos, mas que conversem entre si).

Por isso, os servidores precisam entender o que está em jogo. No treinamento, isso é feito com capacitação técnica e, ao mesmo tempo, comportamental.

Treinamentos continuados: uma necessidade

Partindo de uma metodologia que mostra os impactos da mudança no setor público, os treinamentos fazem com que os servidores entendam por que aquilo está acontecendo. Então, eles se sentem mais motivados, abraçando a ideia. Entretanto, para isso, é crucial que os treinamentos sejam feitos de forma continuada.

A parceria com a empresa desenvolvedora de um software implantado, por exemplo, permite que sejam colhidos feedbacks em acompanhamentos que levantam as novas demandas necessárias para aprimoramento do sistema, proporcionando uma melhoria contínua. E quanto melhor os servidores conhecem as ferramentas disponíveis, mais eles são capazes de apresentar sugestões de melhoria.

Os servidores precisam ter em mente que, mais do que facilitar o dia a dia no setor público (que é uma demanda real), as soluções tecnológicas têm como principal função beneficiar a população como um todo. Assim, a adoção de uma nova ferramenta digital visa otimizar processos e é o trabalho coletivo dos servidores que faz esse mecanismo funcionar.

O treinamento continuado é uma estratégia que visa semear uma cultura de inovação no setor público. Em pouco tempo, os servidores se acostumam a ter um desenvolvimento pessoal constante, aprimorando suas capacidades para que eles colaborem ainda mais no atendimento à população. A rotina se torna mais dinâmica, a burocracia é reduzida e cada profissional pode enxergar com mais clareza os resultados do seu trabalho.

Como você pode ver, o treinamento no setor público desempenha um papel essencial e merece a devida atenção. Faça uma análise em seu setor e veja de que forma as equipes — e a população — podem se beneficiar dessa prática no dia a dia!

Se quer receber mais conteúdo sobre esse tema, inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter!