Em setembro de 2018, o então presidente Michel Temer sancionou o decreto nº 9507/2018. O documento dispunha sobre a terceirização na administração pública federal direta e também nas empresas públicas e de sociedade mista que eram controladas pela União.

A publicação definiu novas regras para a admissão de servidores em todas as fases do processo, seja início, meio ou fim. A ideia é oferecer uma resposta mais consistente para a pergunta: “terceirizar ou internalizar serviços: qual a melhor opção do setor público”?

O objetivo deste artigo é explicar as vantagens e desvantagens de cada um dos processos, a fim de que o órgão público esteja mais qualificado para atender a população. Afinal, apesar de não ser uma empresa privada que precise gerar negócios, o setor público necessita de dinamismo e inovação para garantir melhores serviços.

Saiba melhor sobre o assunto a seguir!

Identifique quando é melhor internalizar serviços no setor público

A internalização de serviços dentro do setor público é uma opção para manter o funcionamento das funções pelas quais o órgão é responsável. Tal opção é viável, pois nem todos os serviços podem ser terceirizados por via de regra na administração pública. Aliás, contratar e manter profissionais qualificados no órgão é fundamental justamente para garantir que as atividades sejam contínuas, mesmo quando há mudanças ou trocas que precisem do remanejamento dos profissionais.

Para ficar mais claro, imagine que a equipe de TI de uma prefeitura era antiga e que os servidores solicitaram a aposentadoria. Com isso, restaram apenas o gestor e mais três colaboradores novos.

Como se sabe, o processo de seleção e contratação de profissionais demora a ser efetivado. Ou seja, durante alguns meses, o órgão público, no exemplo, teria ficado apenas com esses servidores atuando. Dependendo da demanda, o trabalho atrasaria certo?

Nesses casos, a internalização dos serviços é crucial, justamente para que o gestor tenha mais controle e garanta que os dados sejam mantidos em acordo, independentemente de existir a inserção do trabalho terceirizado para suprir a demanda.

Além da centralização informacional, existem outros benefícios a serem destacados! 

Melhora do clima organizacional

A internalização de serviços permite a manutenção de um clima organizacional mais consistente e um maior alinhamento entre os servidores na execução dos trabalhos. Como uma de suas características é o maior controle informacional, isso ajuda a criar um clima de mais confiabilidade. 

Integração dos profissionais 

Manter uma equipe interna permite ao gestor ter mais controle dos processos. Além de permitir maior integração e participação dos colaboradores nas atividades, isso eleva o comprometimento da equipe, provendo a colaboração entre os pares. Consequentemente, os processos que definem os serviços têm uma continuidade e a performance profissional de todo o grupo. 

Maior conhecimento sobre a cultura institucional 

Pessoas que trabalham internamente conseguem ter maior aderência à cultura institucional. Assim, fica mais fácil definir um padrão para os processos e serviços prestados à população. Isso facilita, inclusive, o repasse de dados para os servidores que já atuam no serviço público há mais tempo. 

Entenda por que vale a pena investir na terceirização de serviços

Nem sempre é possível internalizar os serviços, apesar das vantagens apresentadas. Por isso, a fim de manter a qualidade do serviço e reduzir o déficit estatal por meio da redução de custos, a gestão pública passou a terceirizar alguns de seus serviços à iniciativa privada.

Por meio de licitações, os governos — sejam eles municipais, estaduais ou federais — transferem para empresas privadas algumas de suas atividades de apoio ou instrumentais (mas ao mesmo tempo imprescindíveis) para a prestação de um serviço de qualidade.

Voltando ao exemplo da internalização, o órgão público pode adotar um sistema de TI que suporte as suas ações. A ideia é que o trabalho aconteça de maneira mais fluida, ágil e reduza as chances de erros. Vale lembrar que os serviços terceirizados são especialistas em determinado segmento, logo, ajudam a agregar valor à instituição, oferecendo mais qualidade para algumas tarefas. Saiba mais sobre os benefícios a seguir!

Qualificação dos profissionais 

Um dos maiores benefícios, se não o maior, quando se trata de terceirização é a alta qualificação profissional da empresa que presta o serviço. Por já ter expertise dentro do mercado, atendo a clientes similares, ela pode oferecer mais eficácia e qualidade para as ações da equipe.

Tecnologias modernas 

Outro aspecto que merece destaque diz respeito às tecnologias modernas com as quais a prestadora de serviços conta. Para que possam entrar nas licitações, as empresas precisam ter ferramentas que atendam de maneira eficaz o órgão público. Além do mais, precisam oferecer todo o suporte necessário, diminuindo os erros, o que só é possível com acesso a inovação de ponta.

Foco nos resultados 

Quando uma empresa é contratada para prestar um serviço no setor público, ela precisa apresentar resultados das suas ações. Do contrário, ela pode ser desabilitada a participar de outras licitações. Portanto, um dos grandes benefícios de adotar tal serviço é justamente trabalhar com resultados mais concretos e poder obter todos os benefícios da eficácia da adoção do serviço.

Além disso, há um maior foco nas atividades, reduzindo as chances de erros, visto que a empresa precisa estar sempre se atualizando para continuar oferecendo um serviço de qualidade ao órgão que a contrata.

Entenda o impacto da terceirização de profissionais

A Digix oferece a terceirização de profissionais de TI. Ou seja,o órgão público tem a possibilidade de contratar o suporte profissional para que ele atinja seus objetivos e também consiga atender às necessidades internas e externas o mais rápido possível. Inclusive, isso pode trazer maior compatibilidade com a tecnologia e inovação, visto que tais profissionais precisam estar em constante atualização. 

Se a sua dúvida fica entre terceirizar ou internalizar serviços, a primeira coisa a fazer é pesar os benefícios mostrados e entender qual é o momento atual do órgão público em que atua. A partir disso, ficará mais fácil decidir pela opção que melhor atenderá às demandas dos cidadãos. De fato, a terceirização sai na frente, por permitir tanto a inserção de tecnologias, quanto o auxílio de mão de obra especializada.

E então, já fez a sua escolha? Deseja ter mais eficiência e soluções para concluir os serviços do órgão público? Convidamos você a entrar em contato conosco e conhecer nossas soluções!